Braços, de Cruz e Sousa


Braços, de Cruz e Sousa. Em 1885, lançou o primeiro livro, Tropos e Fantasias em parceria com Virgílio Várzea. Cinco anos depois foi para o Rio de Janeiro.
Braços, de Cruz e Sousa

BRAÇOS 


 Braços nervosos, brancas opulências,
 Brumais brancuras, fúlgidas brancuras,
 Alvuras castas, virginais alvuras,
 Lactescências das raras lactescências.

 As fascinantes, mórbidas dormências
 Dos teus abraços de letais flexuras,
 Produzem sensações de agres torturas,
 Dos desejos as mornas florescências.

 Braços nervosos, tentadoras serpes
 Que prendem, tetanizam como os herpes,
 Dos delírios na trêmula coorte...

 Pompa de carnes tépidas e flóreas,
 Braços de estranhas correções marmóreas,
 Abertos para o Amor e para a Morte! 

Cruz e Sousa
Broquéis



Por Blog Lexi Wiki


Leia também:

- Estrutura Paralela e Paralelismo
- O que é um Tema?
- Saiba Como Ler Literatura Ativamente
- Dicas para análise de texto de literatura sala de aula



Compartilhe Compartilhe Compartilhe Compartilhe .
Compartilhe em suas Redes Sociais!


>>Clique e confira as obras por autores:

0 comentários:

Postar um comentário

.
Tecnologia do Blogger.
 

João 3 16 Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho Unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

voltar