Cristo de Bronze


Cristo de Bronze, de Cruz e Sousa. Seus poemas são marcados pela musicalidade (uso constante de aliterações), pelo individualismo, pelo sensualismo, às vezes pelo desespero, às vezes pelo apaziguamento (Wikipedia).
Cristo de Bronze

CRISTO DE BRONZE


 Ó Cristos de ouro, de marfim, de prata,
 Cristos ideais, serenos, luminosos,
 Ensangüentados Cristos dolorosos
 Cuja cabeça a Dor e a Luz retrata.

 Ó Cristos de altivez intemerata,
 Ó Cristos de metais estrepitosos 
 Que gritam como os tigres venenosos
 Do desejo carnal que enerva e mata.

 Cristos de pedra, de madeira e barro...
 Ó Cristo humano, estético, bizarro,
 Amortalhado nas fatais injúrias...

 Na rija cruz aspérrima pregado
 Canta o Cristo de bronze do Pecado,
 Ri o Cristo de bronze das luxúrias!... 

Cruz e Sousa

Broquéis



Por Blog Lexi Wiki


Leia também:

- Saiba Como Ler Literatura Ativamente
- Aprenda a Elaborar um Currículo Simples e Objetivo
- Saiba como fazer uma reclamação eficiente
- Poemas e Poesias



Compartilhe Compartilhe Compartilhe Compartilhe .
Compartilhe em suas Redes Sociais!

0 comentários:

Postar um comentário

.
Tecnologia do Blogger.
 

João 3 16 Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho Unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

voltar