Memoria dos feitos macaenses contra os piratas da China Autor: José Ignacio de Andrade

 Memoria dos feitos macaenses contra os piratas da China   Autor: José Ignacio de Andrade


MEMORIA
DOS
FEITOS MACAENSES
CONTRA OS PIRATAS DA CHINA:
E DA
ENTRADA VIOLENTA DOS INGLEZES
NA CIDADE DE MACÁO:

AUCTOR

JOSÉ IGNACIO ANDRADE.

SEGUNDA EDIÇÃO.






LISBOA: NA TYPOGRAFIA LISBONENSE 1835.
Largo de S. Roque N. 12
A C. Dias.





Rien ne peut arretêr dans leurs projets nouveaux
Ces Portugais ardens qui volent sur les eaux,
O' com bien de héros guiderent leur audace!
Que de faits immortels ont signalé leur trace!


Esmenarde, C. V. pg. 26.



PROEMIO.


Quanto é arriscado escrever feitos gloriosos de homens, que ainda vivem! Não só os seus inimigos, mas tambem os feridos do orgulho, ou da inveja, saírão a vociferar contra a mesma evidencia. Ha quem julgue mais prudente calar as grandes acções dos heroes em sua vida. Mas porque se ha de recusar este premio ás pessoas, que o ganharam a risco da vida e fazenda?[1] Por se temer a mordacidade dos zoilos? Eis a fraqueza, que não tenho. Transmittindo a verdade aos vindouros, e dizendo o que fizeram os Portuguezes dignos deste nome; se fôr censurado por alguns, louvarão outros o meu zelo.

Livros Grátis LexiWiki

Publicidade
Publicidade

 
Sobre | Termos de Uso | Politica de Cookies | Politica de Privacidad

Livros, Artes, Cultura, Viagens e Tecnologia

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. João 3:16

voltar