Publicidade

13 Princípios Psicológicas para escalar o marketing do Blogueiro Raiz

 

13 Princípios Psicológicas para escalar seu marketing: 

  1. • Lei do Hick 
  2. • Viés de confirmação 
  3. • Carga cognitiva 
  4. • Efeito isca 
  5. • Prova Social 
  6. • Escassez 
  7. • Aversão à perda 
  8. • Lacuna de curiosidade 
  9. • Efeito Doação
  10. • Efeito Feedforward 
  11. • Skeuomorphism 
  12. • Ancoragem 
  13. • Pseudo-Set Framing 

Confira esta lista de 13 princípios psicológicos de Jon Brosio e Como usar esses princípios psicológicos para aumentar o marketing do seu negócio • Exemplos de princípios psicológicos do mundo real em ação (e por que eles são importantes) Então vamos lá!

1. A Lei de Hick → a Lei de Hick prevê que quanto mais escolhas houver, mais tempo os usuários levam para tomar suas decisões. Para o seu negócio, ofereça apenas uma opção para: • Páginas de vendas • Páginas de desembarque 

2, Viés de confirmação → As pessoas tendem a procurar, favorecer e recordar informações que reforcem suas crenças ou hipóteses pessoais. Para o seu negócio, estabeleça uma crença comumente mantida com o leitor em sua cópia Magistralmente feita

3. Carga cognitiva → A quantidade total de esforço mental necessária para completar uma tarefa. Menos carga → conversão maior. Quando as páginas de checkout incluem: • PayPal • ApplePay • GooglePay Um clique em checkouts, as conversões aumentaram para cima de 20%

4. Efeito isca → Ao escolher entre duas alternativas, a adição de uma terceira opção menos atraente (a isca) pode influenciar nossa percepção das duas escolhas originais.  Fazer uma terceira escolha (geralmente média) impulsiona as vendas por unidade



5. Prova Social → O princípio psicológico mais fácil de usar. As pessoas olham para a aceitação dos outros para determinar um curso de ação. Usar testimonial para coletar automaticamente a prova social. Depoimentos para ajudar a estimular potenciais clientes a agir.

6. Escassez → A ideia de que as pessoas valorizam mais as coisas e estão mais inclinadas a agir quando as coisas estão em oferta limitada pode ser limitada: • Tempo • Acesso • Quantidade

7. Aversão à perda → Simplificando, a aversão à perda é a ideia de que as pessoas preferem evitar perdas mais do que ganhar ganhos equivalentes. Vamos usar o exemplo que apenas usamos para ilustrar (pague mais e "perca" se você não atualizar agora)

8. Curiosidade → "A curiosidade matou o gato". Também vendeu o produto. A diferença de curiosidade é a ideia de que as pessoas têm o desejo de buscar informações perdidas. Em vez de palavras como: • Comprar • Aprender • Subscrever uso: • Revelar • Desbloquear •

9. Efeito de doação → Os usuários valorizam algo mais quando sentem que é deles/eles o criaram. 

10. Efeito Feedforward → O efeito feedforward sugere que os usuários estão mais inclinados a agir quando sabem o que esperar antes de fazê-lo. Quando você esboça: • Passos a serem tomados • Tempo necessário • Requisitos Você incentiva a ação

11. Skeuomorphism → Skeuomorphism afirma que os usuários se adaptarão mais facilmente a coisas que se assemelham a objetos do mundo real. Em outras palavras, quando você projeta seus produtos para parecer coisas reais, as conversões aumentam. Olhe para o que 

12. Ancorar → Ancoragem é a ideia de que os usuários dependem fortemente da primeira informação que vêem. Isso pode ser usado para ancorar uma ideia e, em seguida, revelar a verdadeira oferta mais tarde (criando assim um negócio) 

13. Pseudo-Set Framing → Criar um conjunto de tarefas aumenta as chances do usuário seguir até a conclusão. Exemplos: • Checkouts de duas etapas • Rastreadores percentuais • Tarefas de onboarding 

JonBrsio

 
About | Terms of Use | Cookies Polices | Privacy Polices

For God so loved the world that he gave his one and only Son, that whoever believes in him shall not perish but have eternal life. Jonh 3:16

-->