Publicidade

Pregação sobre Pecado: Cristo nos Liberta do Pecado

Cristo nos Liberta do Pecado

O significado do sacrifício pelos nossos pecados, um tema fundamental nas Escrituras. O pecado é uma realidade presente em nossas vidas, e suas consequências são sérias e devastadoras. Neste sermão, examinaremos o impacto do pecado em nossas vidas e a necessidade do sacrifício de Cristo para nos libertar dessa escravidão.

Consequências do pecado

        ◦ Inimizade e conflito (Gn 3:15; Gn 4)
        ◦ Sofrimento (Gn 3:16)
        ◦ Trabalho/tristeza (Gn 3:17, 18; Gn 5:29)
        ◦ Morte (Gn.3:19; 5:5ss)
        ◦ Confusão (Gn 11)

Publicidade

I. O Pecado como Transgressão da Lei (1 João 3:4)

O apóstolo João nos diz claramente que o pecado é a transgressão da lei de Deus. Desde o início da história humana, a desobediência à vontade divina tem sido a causa de muitos males no mundo. O pecado separa a humanidade de Deus e nos leva a uma condição de escravidão espiritual. Somos todos pecadores e incapazes de nos livrarmos desse fardo por nossos próprios esforços.

Desesperança do pecado

        ◦ O pecado é uma situação que nos afasta de Deus (Isaías 59:1-2)

        ◦ Não podemos resolver este problema sozinhos (Romanos 5:6)

        ◦ O único caminho para Deus é através de Seu Filho Jesus Cristo (João 14:6)

        ◦ Esta é a redenção (Rm 3:23-24)

II. O Pecado Traz a Morte (Romanos 6:23)

Paulo nos ensina que o salário do pecado é a morte. Não apenas a morte física, mas também a morte espiritual, que nos separa de Deus eternamente. A consequência do pecado é uma vida vazia, sem propósito e separada do Criador. Todos estamos sujeitos à condenação do pecado, e somente através de um sacrifício perfeito e redentor podemos ser reconciliados com Deus.

III. O Inferno como Destino Eterno (Apocalipse 21:8; 20:14)

A Bíblia nos alerta sobre as terríveis consequências do pecado e nos fala sobre o destino eterno daqueles que persistem em sua prática. O inferno é um lugar de tormento e separação de Deus, onde os que rejeitam a graça e o perdão de Cristo encontrarão seu destino final. A eternidade sem Deus é uma realidade aterrorizante, mas Deus em Sua infinita misericórdia providenciou uma saída para nós.

IV. O Pecado é Explicado (1 Coríntios 6:9-10; Gálatas 5:19-21)

Paulo descreve detalhadamente as obras da carne, que são as ações que provêm da natureza pecaminosa do homem. Ele lista vários comportamentos que nos separam de Deus e nos distanciam de Sua santidade. A natureza humana é inclinada para o pecado, e somente através do sacrifício expiatório de Cristo é que podemos ser libertados dessa condição.

Publicidade

V. Jesus, o Cordeiro de Deus (João 1:29)

João Batista proclamou a chegada de Jesus, chamando-O de "o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo". Desde os tempos do Antigo Testamento, o cordeiro era um símbolo de sacrifício pelos pecados do povo. Jesus é o Cordeiro perfeito e imaculado que veio cumprir todas as exigências da justiça divina e oferecer-Se como o sacrifício supremo e suficiente pelos nossos pecados.

VI. Um Sacrifício pelo Pecado (Hebreus 9:23-28; 1 Pedro 1:18-19)

O livro de Hebreus nos fala sobre a necessidade de um sacrifício pelo pecado, algo que pudesse purificar a consciência e nos libertar do domínio do pecado. Jesus, como o Sumo Sacerdote perfeito, ofereceu-Se a Si mesmo como sacrifício vivo e eterno pelos nossos pecados. Seu sangue precioso é capaz de nos purificar completamente, libertando-nos da condenação do pecado.

VII. Um Sacrifício de Sangue (Hebreus 9:22)

A Bíblia nos ensina que sem derramamento de sangue não há remissão de pecados. A morte de Jesus na cruz foi o derramamento de Seu sangue em sacrifício por nós. Seu sangue, vertido com amor e entrega, é o preço que pagou para nos resgatar do poder do pecado e da morte. É pela fé em Seu sangue que alcançamos a justificação e a reconciliação com Deus.

VIII. Tira os Pecados (1 João 3:5)

A Palavra de Deus nos afirma que Jesus veio para tirar os nossos pecados. Ele não apenas os cobriu, mas os removeu completamente. Ao confiarmos em Cristo como nosso Salvador e Senhor, todos os nossos pecados são perdoados, e somos transformados em novas criaturas, libertos do poder do pecado para viver uma vida de santidade e obediência a Deus.

IX. Ele Morreu por Nós, Pecadores (Romanos 5:8)

O apóstolo Paulo nos lembra que Deus prova o Seu amor para conosco ao enviar Seu Filho para morrer por nós, mesmo sendo ainda pecadores. Jesus assumiu voluntariamente o peso dos nossos pecados, carregando-os sobre Si na cruz. Seu sacrifício demonstra o amor incomparável de Deus por nós e nos convida a recebermos o Seu perdão e graça.

Pregação sobre Pecado:  Cristo nos Liberta do Pecado

Leia mais

Conclusão:

O pecado é uma realidade presente em nossas vidas, mas não precisamos permanecer presos a ele. Deus nos amou tanto que enviou Seu Filho, Jesus Cristo, para ser o sacrifício perfeito pelos nossos pecados. Somente através dEle podemos ser reconciliados com Deus, receber o perdão e a vida eterna.

Hoje, convido cada um de vocês a olhar para a cruz de Cristo e reconhecer a necessidade do sacrifício pelos nossos pecados. Aceite o presente da salvação e deixe que a obra redentora de Cristo transforme sua vida. Deixe o pecado para trás e caminhe em novidade de vida em Cristo Jesus. Que o sacrifício de Cristo seja o alicerce de nossa fé, nos guiando e nos conduzindo ao Seu amor e graça. 

 
Sobre | Termos de Uso | Políticas de Cookies | Política de Privacidade

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu único Filho para que todo aquele que Nele crer não pereça, mas tenha vida eterna João 3:16