Publicidade

Pregação sobre Abraão, o amigo de Deus

Pregação sobre Abraão, o amigo de Deus


A vida de um homem extraordinário nas Escrituras, Abraão, conhecido como o amigo de Deus. Abraão não apenas recebeu o elogio divino, mas também é um exemplo inspirador de fé, obediência e prontidão. Vamos mergulhar na história de Abraão e aprender lições valiosas para nossas próprias jornadas de fé.

Publicidade

I. A Abraão um Grande Elogio Foi Dado (Tiago 2:21-23; 2 Crônicas 20:7; Isaías 41:8):


Comecemos considerando o elogio extraordinário dado a Abraão. Em Tiago 2:21-23, ele é chamado de "amigo de Deus", um título que poucos receberam na história da humanidade. Além disso, em 2 Crônicas 20:7 e Isaías 41:8, Abraão é chamado de "amigo de Deus" mais uma vez. Essa é uma honra que revela a proximidade e o relacionamento especial que Abraão tinha com o Senhor.


II. Abraão Foi um Homem de Grande Fé (Gênesis 12; Gênesis 15:1-6):


Abraão é um exemplo extraordinário de fé. Em Gênesis 12, ele obedeceu ao chamado de Deus para deixar sua terra natal e ir para uma terra que Deus lhe mostraria. Ele seguiu a orientação de Deus, mesmo sem conhecer o destino final. Além disso, em Gênesis 15:1-6, Abraão acreditou em Deus quando foi prometido que sua descendência seria numerosa como as estrelas do céu. Sua fé não vacilou, mesmo diante das circunstâncias impossíveis.


III. Abraão Era um Homem de Obediência Implícita (Gênesis 12; 22; Hebreus 11:8, 17):


A obediência de Abraão a Deus era impressionante. Ele não apenas deixou sua terra natal em obediência ao chamado de Deus, como também demonstrou obediência implícita quando Deus lhe pediu para sacrificar seu filho Isaque em Gênesis 22. Sua disposição em obedecer, mesmo em circunstâncias tão difíceis, é um testemunho de sua profunda fé e confiança em Deus, como destaca Hebreus 11:8 e 11:17.


IV. Abraão Era um Homem de Prontidão e Imediatismo (Gênesis 12:4; Mateus 4:18-22; Atos 9:20; Atos 10:33; 16:33):


Abraão também era conhecido por sua prontidão e imediatismo em responder ao chamado de Deus. Em Gênesis 12:4, ele partiu imediatamente quando Deus o chamou. Da mesma forma, vemos essa prontidão em outros personagens bíblicos, como os discípulos que seguiram Jesus imediatamente quando foram chamados (Mateus 4:18-22) e os convertidos que responderam prontamente ao evangelho em Atos (Atos 9:20; Atos 10:33; 16:33).

Publicidade

V. Abraão Era um Homem Hospitaleiro e Generoso (Gênesis 18:1-8; Hebreus 13:2):


Comecemos considerando a hospitalidade e a generosidade de Abraão. Em Gênesis 18:1-8, vemos Abraão convidando três estranhos para sua tenda e, com grande zelo, oferecendo-lhes comida e abrigo. Isso revela o coração hospitaleiro e generoso de Abraão. A importância da hospitalidade é reforçada em Hebreus 13:2, onde somos lembrados de que podemos, sem saber, receber anjos. Abraão nos ensina a sermos hospitaleiros e generosos com os outros, pois nunca sabemos quem pode estar precisando de ajuda.


VI. Abraão Foi um Homem de Paz, Mesmo Quando Isso Exigia Sacrifício (Gênesis 13:5-12):


Abraão também se destacou como um homem de paz. Em Gênesis 13:5-12, Abraão e seu sobrinho Ló enfrentaram um conflito sobre terras e pastagens. Em vez de buscar uma solução egoísta ou um confronto, Abraão optou pela paz. Ele deu a Ló a escolha das terras e aceitou o que fosse deixado. Essa atitude pacífica exigiu sacrifício, mas Abraão priorizou a paz e a harmonia. Ele nos ensina a importância da paz em nossas vidas e relacionamentos.


VII. Abraão Era um Homem que Controlava Sua Casa (Gênesis 18:18, 19):


Além disso, Abraão era um homem que controlava sua casa. Em Gênesis 18:18, o Senhor afirma: "Porque eu o escolhi, a fim de que ordene a seus filhos e a sua casa depois dele, a fim de que guardem o caminho do Senhor e pratiquem a justiça e o juízo." Abraão era um líder espiritual em sua família, instruindo seus filhos e servos no caminho do Senhor. Ele nos lembra da responsabilidade de liderar espiritualmente nossos lares e orientar nossos entes queridos na fé.

Pregação sobre Abraão, o amigo de Deus

Leia mais

  1. Pregação sobre a Vida Eterna: Dádiva de Cristo
  2. Pregação sobre a Presença de Deus: Promessa, Foco e Paz
  3. Pregação sobre Naamã:  A Jornada da Leprosia à Redenção 2 Reis 5:1-13
  4. Pregações Evangélicas: Esboços de Sermões Prontos e Edificantes 

Conclusão:

A vida de Abraão nos oferece lições valiosas sobre hospitalidade, paz e liderança em nossas vidas. Ele era um amigo de Deus não apenas por sua fé, mas também por suas ações e atitudes nobres. Que possamos aprender com o exemplo de Abraão, sendo hospitaleiros e generosos, buscando a paz e liderando espiritualmente nossas famílias.

 Ele é o amigo de Deus, um título que destaca a proximidade e o relacionamento especial que compartilhava com o Senhor. Que possamos seguir seu exemplo, confiando na promessa de Deus, obedecendo prontamente ao Seu chamado e mantendo nossa fé inabalável. Assim, também poderemos ser amigos de Deus e desfrutar do relacionamento mais precioso que podemos ter. A

 
Sobre | Termos de Uso | Políticas de Cookies | Política de Privacidade

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu único Filho para que todo aquele que Nele crer não pereça, mas tenha vida eterna João 3:16