Publicidade

Pregação sobre Ester: Lições de Confiança, Coragem e Providência Divina

 Lições da História de Ester: Confiança, Coragem e Providência Divina

Rei Xerxes “Assuero” de 127 províncias. Festa real de 483 a.C. dada em Shushan. Durou 180 dias. Rei procurou desfilar a beleza de Vasti depois de se tornar “ alegre com o vinho ” a Rainha recusou a ordem Ester 1:12, 19.

O Rei escolheu Nova Rainha. O processo levou quatro anos. (2:15-20). Ester é escolhida – ainda não revelada sua herança judaica. (2:10)

Publicidade

Mordecai Serviu como porteiro do rei Ester 2:5-7. Não se curvaria e prestaria homenagem a Hamã. Conspiração revelada à Rainha sobre tentativa de assassinato do rei. Ester 2:19-23

Hamã Serviu como primeiro-ministro do rei Ester 3:1-2. Planejou um plano para matar todos os judeus Ester 3:6-9; cf. Gênesis 12:1-3. Rei consente com a trama Ester 3:10-15. Mordecai pediu a Ester que fosse ao rei e intercedesse pelo seu povo.

Rei não conseguia dormir e pediu que as  crônicas fossem lidas Ester 6:1-3; cf. 2:21-23. Rei descobre de plano para seu assassinato. Hamã é forçado a honrar Mordecai Ester 6:7-12. Hamã foi enforcado em sua própria forca Ester 7:9-10

Ester revela seu pedido ao rei Ester 7:3-6. 

Ester 8:3-6 Ester novamente arrisca sua vida. Rei envia um novo decreto Ester 8:8-10. Judeus receberam permissão para se defenderem Ester 8:11-17. Mordecai enviou um decreto reservando um feriado anual para os judeus Chamado de Dias de Purim

1. Providência de Deus Mesmo em Meio às Circunstâncias Difíceis (Ester 4:14):

A história de Ester começa com uma trama de intriga e risco para o povo judeu. Contudo, mesmo em meio às circunstâncias difíceis, a providência de Deus é evidente. Mordecai, ao falar com Ester, destaca que ela foi elevada a sua posição "para um tempo como este". Isso nos lembra que Deus trabalha nos bastidores, direcionando eventos para cumprir Seus propósitos.


2. Coragem de Assumir Posição em Favor dos Oprimidos (Ester 4:16):

Ester, confrontada com a decisão de falar em favor de seu povo, exibe uma coragem admirável. Sua disposição de arriscar sua vida para interceder pelos oprimidos é uma lição poderosa para todos nós. Às vezes, Deus nos chama a assumir uma posição corajosa, não importa o custo, em favor da justiça e do bem.


3. Importância da Oração e do Jejum em Tempos de Crise (Ester 4:16):

Diante de uma ameaça iminente, Ester e seu povo buscam a Deus em oração e jejum. Este é um lembrete vital de que, em tempos de crise, nossa dependência em Deus deve se manifestar em busca fervorosa pela Sua orientação e intervenção. A oração e o jejum são armas poderosas que Deus nos concede.


4. Reconhecimento de que Estamos no Lugar e Tempo para um Propósito Divino (Ester 4:14):

O reconhecimento de que estamos no lugar e tempo para um propósito divino impulsionou Ester a agir. Este princípio nos desafia a considerar que cada um de nós, onde quer que estejamos, foi colocado por Deus para cumprir um propósito específico. Isso nos incentiva a viver com intencionalidade e dedicação ao serviço de Deus.

Publicidade

5. Confiança na Providência Divina Mesmo em Meio ao Desconhecido (Ester 4:16):

Ester, ao enfrentar a incerteza e o desconhecido, coloca sua confiança na providência divina. Ela escolhe confiar em Deus mesmo quando não consegue enxergar todo o quadro. Essa confiança é uma lição preciosa para nós, especialmente em momentos de transição e incerteza.


6. Importância de Ser Instrumento para a Realização dos Planos de Deus (Ester 4:14):

Mordecai lembra a Ester que, se ela se calar, socorro e livramento virão de outra maneira. Isso ressalta a importância de estarmos dispostos a ser instrumentos nas mãos de Deus, mas também a compreender que Sua vontade prevalecerá, independentemente de nossa participação.


7. Necessidade de Sabedoria e Discernimento nas Decisões (Ester 2:9):

Ao entrar no palácio, Ester demonstra sabedoria e discernimento. Este é um chamado para que, em nossas decisões diárias, busquemos a orientação divina. A sabedoria que vem de Deus nos capacita a fazer escolhas que honram a Ele e beneficiam os outros.


8. Importância de Usar a Influência para o Bem dos Outros (Ester 2:20):

Ester, uma vez coroada rainha, usa sua posição para beneficiar os outros. Ela não esquece sua origem nem negligencia seu povo. Este exemplo destaca a responsabilidade que acompanha a influência e a importância de usá-la para o bem e a justiça.


9. Fidelidade de Mardoqueu - Um Exemplo de Lealdade a Deus (Ester 4:2):

Mardoqueu, recusando-se a se curvar diante de Hamã, exemplifica lealdade a Deus. Em meio à pressão cultural, sua fidelidade destaca a necessidade de permanecermos inabaláveis em nossos princípios, mesmo quando confrontados com desafios.


10. Celebração da Vitória e a Instituição da Festa de Purim (Ester 9:28):

A história de Ester culmina na celebração da vitória e na instituição da Festa de Purim. Isso nos lembra que, mesmo em meio às tribulações, Deus é capaz de transformar tristezas em alegrias e vitórias. A celebração é uma parte essencial de nossa jornada espiritual.

Pregação sobre Ester: Lições Confiança, Coragem e Providência Divina

Leia também

  1. Pregação sobre Naum: Julgamento, Justiça e Esperança
  2. Pregação sobre Crianças: O Valor Precioso no Reino de Deus
  3. Pregação sobre Depressão: Encontrando Esperança em Deus
  4. Pregações Evangélicas: Esboços de Sermões Prontos e Edificantes

Conclusão:

À medida que contemplamos essas lições da história de Ester, que possamos ser desafiados a viver com confiança na providência divina, coragem para agir em favor da justiça, e a sermos instrumentos nas mãos de Deus. Que nossas vidas resplandeçam a sabedoria que vem do alto e a influência usada para o bem dos outros. Que, em todas as circunstâncias, possamos celebrar a vitória que temos em Cristo, nosso Senhor.

 
Sobre | Termos de Uso | Políticas de Cookies | Política de Privacidade

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu único Filho para que todo aquele que Nele crer não pereça, mas tenha vida eterna João 3:16